domingo, 8 de junho de 2014

TARAUACÁ: PONTE SOBRE O RIO TARAUACÁ FACIONA COM APENAS UMA DE SUAS FAIXAS E TOTALMENTE SEM LUZ

Ponte sobre o Rio Tarauacá no período da noite


A situação da ponte sobre o Rio Tarauacá é alarmante, a pouco mais de um mês de ter passado por reparos emergenciais, do Departamento de Estradas de Rodagem do Acre (Deracre), na sua base que cedeu com o desbarrancamento do rio, a situação da ponte ainda é preocupante. Atualmente a ponte sobre o Rio Tarauacá funciona com apenas uma de suas faixas, e totalmente sem luz.


Ponte sobre o Rio Tarauacá

Segundo os moradores da localidade, muito antes da obra emergencial da ponte, ela já estava sem luz, os moradores contam que temem por suas vidas, pois, a falta luz na localidade facilita as ações de bandidos.


Casas e comercio da localidade.


“É triste a situação da ponte, só ta funcionando um lado e esta á meses sem luz, as lampadas dos portes estão a maioria quebradas ou queimadas, mas, isso já vem acontecendo faz tempo, e nada foi feito pela a prefeitura para resolver o problema, e o pior que aqui em frente de casa, em frente ao meu comercio fica tudo no escuro e os marginais são perigosos, eu tenho até medo de sair a noite, nem olho quem são os marginais, fora os alunos do bairro do corcovado que estudam a noite, tem que passar todas as noites por esse breu, eles tem medo de irem para a escola e na hora da volta cerca de 11 horas da noite voltam no escuro para suas casas, correm perigo todos os dias, mas, é o jeito, eles não tem opções . fora que dificulta muito o trabalho da policia aqui perto das nossas casas, pois em um escuro desse como é que a policia vai encontra os bandidos, fica mais fácil para os marginais se esconderem e fugirem” contam os moradores da localidade.



Mais fotos abaixo!

Base que cedeu com o desbarrancamento do rio


Obra de emergência do Deracre 

"Cratera"


Ponte sobre o Rio Tarauacá

Lampadas queimadas

Faixa interditada

Obra de emergência do Deracre

Avisos


                                                                                     Por: Kárytta Évinny









Nenhum comentário:

Postar um comentário

Pesquisar em nossos arquivos

Carregando...